Seguidores

Crochê é uma das viagens de uma vida; aqueles que andam sempre no mesmo caminho, não podem ver os lugares mais bonitos.
Tina Hees

Print Friendly and PDF

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

DEZ MANDAMENTOS DO CROCHÊ



1) Utilize sempre o melhor material que você tem disponível. Assim, obtém mais prazer no crochê e isso afetará a qualidade do seu trabalho. A vida é muito curta para perdermos tempo em fios de baixa qualidade. Se você tem dinheiro suficiente, lembre-se "menos é melhor". Dê preferência a complexos padrões e modelos com fios finos, então você pode crochetar com menas quantidade de fios e por mais tempo. Compre fios em quantidade para não faltar, fio a mais não é desperdício.

 2) Coloque toda a sua habilidade e diligência no trabalho. Um erro, que, como você acha que ninguém vai notar, você mesmo vai ver por muitos anos. Mas isso não é motivo para sofrer mesquinhez. Lembre-se:. Ninguém (e você também) não é perfeito, e alguns erros podem ser convertidos em um elemento de design criativo.

 3) Faça crochê apenas para aqueles que serão capazes de avaliar a sua capacidade para o trabalho e terá todo o prazer de vestir a sua obra. Você é valioso demais, para fazer crochê que acumula poeira em armários. Nunca venda seu trabalho abaixo do preço, porque você passou muitas horas da sua vida fazendo crochê. Aqueles que não estão dispostos a pagar o preço certo, pode ser frios ou comparam preço de roupas de uma loja de departamentos. Seja egoísta: Se você gosta de fazer crochê para si mesmo, fazê-lo com alegria e sem remorso.

4) Esteja pronto para ajudar generosamente e compartilhe seus conhecimentos com aqueles que dele necessitam. Mas não seja obsessivo, a sua vantagem é um direito. Sempre mostre respeito pelo trabalho dos outros e divulgue o autor do trabalho. Esteja aberto a críticas, mais que aos elogios, quanto ao seu trabalho. Nós todos estamos aprendendo. 

5) Compartilhe a alegria de nosso maravilhoso hobby, com um maior número de pessoas e apoie a próxima geração no desenvolvimento do crochê. Ao mesmo tempo, evite a atividade missionária desnecessária: nem todo mundo pode aprender crochê. Seja tolerante e perdoe comentários não profissional, daqueles que não fazem crochê. Eles não tem conhecimento para avaliar as delícias dos nossos passatempos, e eles não merecem a nossa simpatia.

6) Não deixe que os outros lhe tragam remorso sobre crochê. É apenas o seu negócio, quanto tempo você gasta em um hobby, tudo que te faz feliz, se você é assim não prejudique a si mesma e aos outros.

 7) Amostras de crochê - não é inteiramente um desperdício de tempo, elas são obrigatórias para adaptar o tamanho da peça. Os esquemas e instruções não são leis. Você tem o direito, a qualquer momento, para mudar tudo que você quiser, a polícia do crochê não vai prendê-lo por essa violação. No entanto, neste caso, não deve estar zangado com o designer do trabalho, se o resultado é apenas vagamente reminiscente do original ou não gosta dele. Trate friamente para não se atormentar com os nós na bobina do fio, o erro nas instruções ou nós existem apenas para testar o temperamento da crocheteira. 

 9) Respeite a autoria do trabalho e evite o plágio. Motive-se em outros trabalhos, mas não se enfeite com elogios de outras pessoas. Dê a seus poderes criativos o tempo e oportunidade para se desenvolver, porque você é um designer escondido. 

10) Seja curioso e corajoso. Não tenha medo de experimentar novas técnicas, mesmo que você sempre fez isso igual a sua mãe e sua avó, talvez haja outro caminho. Crochê é a viagem de uma vida: aqueles que andam sempre no mesmo caminho, não podem ver os lugares mais bonitos. 
Tina Hees

Fonte: http://vk.com/stoilovskaya_style

2 comentários :

Márcia disse...

Oi Janelice!
Muito bom seu post.
Concordo com tudo.
Bjus e bons croches

Claudia Bellecerie da Fonseca disse...

Muito legal. Adorei.
Grande beijo,
Claudia

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...